fbpx
+55(19)3493-9220 | (19)3493-5576 | (19)3493-4429 | WhatsApp: (19)99548-0301| (19)99800-7902 contato@petmed.com.br
Cães farejadores e equipes de resgate: nossa sincera homenagem!

Cães farejadores e equipes de resgate: nossa sincera homenagem!

Homenagem da Pet Med às equipes de animais e profissionais que atuam nas operações de resgate em Brumadinho (MG)

O Brasil acompanhou com o coração apertado as operações de resgate que ocorreram em Brumadinho (MG), após o rompimento da Barragem I da Mina Córrego do Feijão. A enxurrada de dejetos tóxicos e lama destruiu tudo o que encontrou pelo caminho, deixando muitas famílias desabrigadas, um número alarmante de vítimas (humanas e não humanas) mortas e desaparecidas, e causando uma perda irreparável ao ecossistema local.

Em situações como esta, o apoio das equipes de resgate é fundamental no processo de salvamento e reconhecimento das vítimas. Desde o incidente, o corpo de bombeiros tem trabalhado incansavelmente na região, adentrando locais de risco em busca daqueles que ainda não foram encontrados. Com uma missão tão importante e delicada em mãos, eles contam com a extraordinária ajuda dos “oficiais de quatro patas”.

Cães farejadores, especialmente pré-selecionados e treinados para localizar vítimas soterradas, são colocados a postos e trabalham lado a lado com os bombeiros. A busca se baseia em pistas olfativas que são dadas aos cães e os ajudam a detectar os padrões de odor, permitindo-os conseguir indicar que há algo nas imediações, ou a mostrar uma direção a ser seguida.

Devido à área possuir muitos elementos olfativos, é preciso que os bichinhos tenham um treinamento minucioso antes de entrar a campo. Os padrões de odor são compostos por uma série de aspectos, que vão desde odores específicos (de uma vítima humana, uma espécie ou grupo específico) até mesmo a odores químicos, componentes do campo (plantas esmagadas, bactérias etc) e do próprio habitat (madeira, plantações e pastos), dentre outros. Além disso, é preciso que os cães tenham uma conduta corajosa, resistente, focada e muita disposição ao trabalho.

Como são treinados

Para chegar a este nível de destreza, os cães passam por uma rotina intensa de preparos diários. Ainda filhotes, são submetidos a uma série de testes para demonstrar que suas capacidades vão além de ter um bom nariz: é preciso que não se assustem facilmente com barulhos altos, mantendo sua capacidade de concentração na tarefa. Nos dois primeiros anos de vida, o bombeiro designado como treinador do animal se foca no ensinamento dos principais comandos, e em montar simulações de resgate de vítimas em diferentes cenários. Após este período, o cão está apto a começar seu trabalho nas missões. A carreira termina quando o animal completa 8 anos de idade, onde então ganhará um novo lar: é adotado pelo bombeiro que o acompanhou durante seu desenvolvimento nas operações e treinamentos.

Graças à facilidade na convivência que algumas raças apresentam, como o labrador e o pastor belga, há uma tendência em encontrar estas espécies com mais facilidade nas corporações. Contudo, é cada vez mais comum histórias onde cães resgatados ganharam não só um espaço no coração dos oficiais, como também no time de operações.

Um exemplo famoso é o cãozinho Resgate, resgatado em uma caçamba de lixo de São Paulo pelo policial militar Benedito Correia, e que teve um destaque especial nas missões de busca em Brumadinho. Após ajudar a localizar dois corpos, já em seu primeiro dia de trabalho, o cãozinho ajuda também no resgate de animais abandonados e acompanha seu dono e a equipe de voluntários na entrega de suprimentos à comunidade.

Estima-se que os cães farejadores são utilizados em operações de resgate há mais de 20 mil anos. Seu faro apurado é de 10 a 100 mil vezes melhor do que o dos humanos. Apesar de impressionantes, estes dados, contudo, não representam a verdadeira importância do trabalho destes animais para a humanidade. O comprometimento com os treinamentos, a lealdade, a resistência e a tenacidade destes seres que dedicam a sua existência a ajudar o ser humano a salvar vidas, sem pedir nada em troca além de um prato de comida e um afago, é de tocar o coração de qualquer um.

Em um momento tão delicado de nossa história humana como o desastre que ocorreu em  Brumadinho, mais uma vez são os animais que nos oferecem o conforto e a esperança para continuarmos em frente e não desistirmos de lutar. Sem esses trabalhadores peludos dedicados e inesgotáveis, as operações de resgate jamais seriam as mesmas. Nesse e em tantos outros desastres e tragédias, esses animais estão presentes e a postos para nos ajudar. Nós, da Pet Med abraçamos a missão de honrar e homenagear estes seres de luz que tanto se dedicam a nos ajudar, diariamente, e desejamos que a cada dia mais nós, humanos, também possamos aprender com eles que o espírito cooperativo é o que faz a nossa força!

Parabéns a todos os animais e profissionais envolvidos. Fica aqui o nosso muito obrigado e nosso abraço Pet Med!

Fontes:

Metrópoles

G1

8 de março: Conheça mulheres que lutam pelos direitos dos animais

8 de março: Conheça mulheres que lutam pelos direitos dos animais

Aproveitando o Dia da Mulher, vamos aproveitar para homenagear as que foram e são ao longo da história engajadas na luta pelos direitos dos animais. Conheça:

 

  • Cristina Harumi

Ativista há mais de 30 anos, ela ajudou a criar consciência sobre os direitos animais no Brasil, além de seu trabalho de proteção à Mata Ciliar de Jundiaí e em especial os felinos silvestres de todo Brasil.

 

  • Jane Goodall

Conhecida primatologista, por mais de 45 anos Goodall estudou chimpanzés e sua interação com os humanos, além de ser ativista pela causa animal. Fundou em 1977  o Instituto Jane Goodall que protege chimpanzés e seu habitat.

 

  • Ruth Harrison

Harrisson começou na década de 60, denunciando os processos da indústria alimentícia e maus tratos animais, com o livro “Máquinas Animais”, um verdadeiro marco na luta pelos direitos dos animais. Foi o primeiro passo em direção a pesquisas que minimizassem o sofrimento dos animais.

 

  • Marian Dawkins

Mais uma pesquisadora também ativista, a bióloga Dawkins sempre defendeu que os animais são seres com consciência, sentimentos, que sentem medo, dor, alegria, entre outros. Ela estudou o comportamento de galinhas confinadas em sistemas de produção, associando o stress desses animais ao modo de vida e espaço.

 

  • Lizzy Lind af Hageby

Quando entrou na faculdade de medicina, Hageby denunciou os experimentos com animais utilizados em sala de aula. Em 1906, criou a Sociedade de Defesa dos Animais e Anti-Vivissecção.

 

  • The Black Mambas

Um grupo formado por 26 mulheres guardas que combatem caçadores na maior reserva florestal da África do Sul. Parece filme, mas é real. As Black Mambas conseguiram reduzir a caça ilegal em 76% no Parque Nacional de Kruger, ganhando um prêmio da ONU pelo sucesso.

 

  • Brigitte Bardot

Bardot entra nessa lista representando as centenas de celebridades que se preocupam com a causa animal. Dona da Fundação Brigitte Bardot de proteção aos animais, ela se afastou do cinema e dedicou-se profundamente aos direitos animais, trazendo sua projeção pessoal para a causa.

 

Com certeza há muitas mais mulheres importantes e anônimas, lutando diariamente pelos animais, que com seu amor infinito, nos agradecem… A homenagem da Pet Med hoje é para todas vocês!

 

Fontes:

Jundiaqui

E de Repente 50

Correio do Povo

Meus Animais

Olhar Animal

Outubro Rosa & Novembro Azul dos Pets

Outubro Rosa & Novembro Azul dos Pets

Depoimento do Dr.Carlos Henrique de Mello Souza, professor e oncologista no Animal hospital na Universidade da Flórida, sobre o uso das roupas pós-cirúrgicas para pets da PET MED em seus pacientes.

Pet Med News: Europa e Agenda Internacional de Eventos 2017

Pet Med News: Europa e Agenda Internacional de Eventos 2017

Pet Med esteve com seu parceiro Vetlima, na Europa, para lançar a Roupa Pós-Cirúrgica com Tecnologia Dry no Congresso Montenegro, Portugal. Também, lançará esta tecnologia em diversos eventos na Europa durante o ano, entre eles Espanha, França e Inglaterra.

Profissionais da Pet Med estiveram com o distribuidor que representa os produtos Pet Med em alguns países na Europa no início deste ano, para formações, treinamentos, visitas e pesquisa de campo para lançamento e desenvolvimento dos produtos da Pet Med na Europa.

Como a Pet Med planeja o lançamento de seus produtos com todos os parceiros e até fora do Brasil?

Quando a Pet Med lança um novo produto, é necessário que todos os Canais de Vendas estejam alinhados.

No Brasil, a Pet Med conta com a liderança das sócias Fernanda Bragion Loewenthal, Fabiana Bragion e da reconhecida profissional do mercado de varejo, Simoni Reina coordenando as ações de vendas nos distribuidores nacionais, megastores como Cobasi, Petz, 100% Pet, Pet Camp e mais de 3 mil clientes por todo o Brasil.

Já no mercado internacional, a Pet Med, a cada ano, aprende mais a respeito do perfil de cada país e planeja ampliar seu marketshare neste ano.

Como foi a participação da Pet Med no Congresso Montenegro?

Participamos do Congresso Montenegro, em Santa Maria da Feira, norte de Portugal e percebemos que o conceito de qualidade de vida na recuperação dos animais de companhia está cada vez mais presente no dia-à-dia dos portugueses.

Tivemos a informação de que 80% dos veterinários de Portugal já utilizam a Roupa Pós-Cirúrgica Pet Med.

Quais são os planos para 2017 e quais eventos a Pet Med deverá participar?

Vejam a agenda de eventos Internacionais da Pet Med para 2017, onde lançaremos a nova tecnologia Dry nas Roupas Pós-Cirúrgicas:

  • 4 a 8 de Fevereiro NAVC Estados Unidos
  • 17 e 18 de Fevereiro – Congresso Veterinário Montenegro (Santa Maria da Feira – Portugal) – Parceiro Vetlima
  • 16,17 e 18 de Março – Iberzoo+Propet – AMVAC/Vetmadrid (Madrid – Espanha) – Parceiro Vetlima
  • 4 a 7 de abril – LAVC (Lima – Peru)
  • 4 a 6 de maio – Expo Mascotas (Santiago – Chile)
  • 9 e 10 de Junho – France Vet (Paris – França)
  • 9 a 11 de Novembro – AVEPA (Barcelona – Espanha
  • 16 e 17 de Novembro – London Vet (Londres – Inglaterra

Quais os diferenciais dessa tecnologia e qual a mensagem que Pet Med

deixa para os veterinários e donos de animais?

A Tecnologia Dry, a mesma utilizada em materiais esportivos de alta performance, traz os seguintes diferenciais:

– Conforto Térmico e rápida secagem através de um material anatômico, flexível e muito resistente, que otimiza e proporciona mais conforto durante a recuperação.

Pensamos sempre no bem estar dos animais. Então, a mensagem que podemos deixar é que os animais merecem os nossos melhores gestos. Eles não podem falar, mas podem sentir quando damos a eles o nosso melhor. Por isso, a Pet Med segue o conceito de levar a melhor experiência para os animais no momento em que eles mais precisam.

Pet Med News: NAVC 2017

Pet Med News: NAVC 2017


  • De 1 a 8 de fevereiro de 2017, a Pet Med visitou o maior congresso do mundo dedicado aos veterinários e conversou com médicos veterinários que têm suas carreiras consolidadas nos EUA.

    Com mais de 17 mil participantes, entre médicos veterinários, empresários e profissionais da área veterinária, a NAVC Conference, contou com mais de 4800 estandes de novidades e inovações no setor que cresce a cada ano. Antes deste evento, a Pet Med fez reuniões com o Dr. Carlos Souza, no Small Animal Hospital da Universidade da Flórida e o Dr. José Barbosa, do Hallandale Hospital, próximo a Miami, para saber mais sobre os produtos Pet Med nos EUA, ou seja, um novo conceito em recuperação focado em qualidade de vida.

    O que é a  NAVC e qual seu propósito?

    Pet Med: A NAVC WWW.navc.com é uma organização sem fins lucrativos que oferece serviços de desenvolvimento profissional e seu propósito é a formação especializada, atualização e a conexão global entre os profissionais veterinários ano após ano.

Registrants in NAVC 2017

Qual o objetivo da Pet Med em visitar este evento?

Pet Med: Todos os anos a Pet Med, através de seus profissionais e sócios, participa de diversos eventos no Brasil e mundo para pesquisar novas tecnologias, demandas e conversar com os veterinários de diferentes partes do mundo para entender como cada comunidade avança na questão de recuperação dos Pets com qualidade de vida.

Os Estados Unidos possui a melhor tecnologia na recuperação com qualidade de vida?

Pet Med: “Acreditamos que sim em muitas especialidades de proteção, mas temos uma lacuna a ser preenchida com as Roupas Pós-Cirúrgicas com Tecnologia Dry, uma nova tecnologia de conforto térmico, a mesma encontrada em artigos esportivos de alta performance”, e foram desenvolvidas especialmente para o mercado Europeu e Norte Americano, responde Leandro Toledo, responsável pela exportação da empresa Pet Med.

“Quando a Pet Med inicia uma parceria em um novo país, o principal trabalho a ser desenvolvido é o entendimento do novo conceito em recuperação. Por exemplo, nos Estados Unidos, o colar elizabetano ainda é utilizado na maioria dos casos de recuperação pós-cirúrgica e problemas dermatológicos.” explica Fabiana Bragion, sócia e responsável pelo Comercial da empresa.

Entretanto, nós consideramos ser os produtos Pet Med, uma experiência mais confortável na recuperação dos Pets. Então, introduzimos aos veterinários o novo conceito, mostrando os benefícios de cada produto Pet Med”, completa Claudia Barbagli, gerente de Marketing da empresa.

Como foi a aceitação dos produtos nos EUA e quais os próximos passos?

Fizemos reuniões com renomados e experientes cirurgiões do Small Animal Hospital da Universidade da Flórida e no Hospital de Hallandale em Miami e tivemos um ótimo feedback sobre os produtos Pet Med. Eles acreditam que os produtos possuem qualidade Premium e precisam estar acessíveis a todos os veterinários e pets do mundo.

“Acreditamos que com a aceitação que já existe no Brasil, Europa, América Latina e Estados Unidos, devemos estar em todos os grandes eventos veterinários do mundo para que conheçam nossa tecnologia”, conclui Leandro Toledo.

Lançamento da Tecnologia Dry – Petsa e Vet Expo 2016

Lançamento da Tecnologia Dry – Petsa e Vet Expo 2016

A Pet South America 2016 foi realizada entre os dias 30 de agosto e 1 de setembro de 2016 e a maior novidade da Pet Med na Feira foi o lançamento da Nova Tecnologia Dry. Roupas Pós-Cirúrgicas com as modelagens: “Regular para Cirurgias abdominais para Cães”, “Castração de Cães Machos” e “Regular para cirurgias abdominais em Gatos”.  

Após a Pet South America, a Pet Med esteve no Congresso Vet Expo, especializado na área veterinária e os veterinários ficaram surpresos com a Tecnologia Dry de Alta Performance. 

2017 tem mais, salvem as datas:

  • 15 a 17 de agosto Pet South America;
  • 17  a 19 de Outubro Vet Expo.