fbpx
+55(19)3493-9220 | (19)3493-5576 | (19)3493-4429 | WhatsApp: (19)99548-0301| (19)99800-7902 contato@petmed.com.br
Entrevista com o Instituto Pet Brasil

Entrevista com o Instituto Pet Brasil

A Pet Med agora é associada ao Instituto Pet Brasil, que lidera projetos de fomento e inovação no mercado pet brasileiro.

Nós conversamos um pouco sobre mercado pet, inovação e o papel da instituição no desenvolvimento do setor, com a Martina Campos, diretora-executiva do Instituto Pet Brasil. Acompanhe!

Como surgiu o Instituto Pet e com qual objetivo?

O Instituto Pet Brasil (IPB) nasceu em 2013. O principal propósito da entidade é gerar informação para atender os diferentes elos da cadeia: o comércio de produtos e serviços para animais de estimação, segmentos como hospitais e clínicas veterinárias até o dono do pet. Desta forma os agentes que atuam no setor estarão cada vez mais aptos e profissionalizados.

Para isso, lideramos projetos de qualificação profissional, fomento a novos negócios e o empreendedorismo, além de disponibilizar ferramentas que estimulam a posse responsável. Entendemos que nosso setor mais forte significa melhorar ainda mais a relação entre seres humanos e seus animais de estimação, ligação que, comprovadamente, é benéfica para ambos.

Hoje, como é a estrutura do IPB?

O IPB atua estrategicamente nas áreas de relações institucionais, inteligência de mercado, eventos e qualificação profissional. Além de disponibilizar ferramentas para o dono do pet.

Quais os projetos em que o IPB está engajado em 2020?

Além de rodadas de negócios como a International Pet Meeting, estamos dando continuidade ao RG Pet, cadastro nacional e gratuito para animais de estimação e seus possuidores, e atividades como os workshops do PDI Pet. Essas oficinas acontecem ao longo de todo o ano, e todas as informações estão disponíveis no site do Projeto Setorial Pet Brasil em parceria entre a Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos e o IPB.

O International Pet Meeting acontece dentro da feira SuperPet, com palestra no dia 15 de abril e rodada de negócios no dia 16 de abril, em Campinas (SP).

Este ano também estamos dando início à campanha Criador Legal, junto de outras entidades. A largada será dada agora em março. É uma iniciativa que defende o bem-estar dos animais de estimação, do nascimento até a educação para a posse responsável de pets pelas famílias.

As primeiras ações acontecem em março, junto da Anclivepa Brasil – Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, CBKC – Confederação Brasileira de Cinofilia, COBRAP – Confederação Brasileira de Criadores de Pássaros Nativos, FOB – Federação Ornitológica do Brasil e da Abinpet.

O que é a Abinpet e qual a relação do Instituto Pet com esse órgão?

A Abinpet é uma entidade parceira que existe há quatro décadas, e que congrega informação e serviços para as indústrias do setor pet. Então suas funções são complementares, já que o Instituto Pet Brasil reúne dados dos segmentos de varejo, clínicas veterinárias e outros prestadores de serviço. Dessa forma, o banco de dados do IPB recebe informações da Abinpet, e as duas entidades atuam de forma complementar. Historicamente, a Abinpet apoiou a criação do Instituto Pet Brasil.

Como enxergam a mudança da mentalidade Pet friendly e Fear Free Pet no Brasil nos últimos 10 anos?

Sem dúvida houve um boom no que diz respeito à compreensão de que os animais podem ser realmente membros da família, e nesse cenário, as famílias procuram mais e melhores produtos para seus pets. Isso é positivo porque também está relacionado à ideia de posse responsável. Os possuidores de animais de estimação estão mais conscientes em relação aos custos e necessidades envolvendo os animais.

Por exemplo, o custo médio para cães pequenos – de até 10 kg – é de R$ 274,37. Para cães de porte médio (de 11 kg a 25 kg) o custo médio é de R$ 326,98. Para cães de porte grande (de 26 kg a 45 kg), o custo médio é de R$ 425,24. Para os felinos, o cálculo para gatos adultos é de cerca de R$ 205,94 mensais.

Poderiam nos dizer se já houve organização e mudança no cenário Brasil Pet, desde a fundação do Instituto Pet Brasil?

Observamos que nesses sete anos desde a fundação do IPB, serviços, estabelecimentos e produtos para pets estão cada vez mais populares. Por isso, apps para celulares estão facilitando a contratação de serviços como dog walkers, pet sitters, creches e hotéis. Temos observado surgimento de negócios como padarias pets e a aceitação dos animais em cafés, bares e até hotéis que aceitam hóspedes humanos juntos de seus animais.

Isso ajuda a movimentar um setor de mais de R$ 35 bilhões, e que é o segundo maior mercado do mundo, atrás somente dos Estados Unidos. O mercado pet brasileiro está na frente de potências econômicas como Alemanha, França, Reino Unido, entre outras.

Qual a importância e como é possível uma empresa tornar-se um membro do IPB?

O IPB oferece uma série de oportunidades de interação entre interessados no bem-estar dos pets, desde os donos até empresas interessadas no setor. Para tanto o Instituto desenvolve conteúdo de inteligência de mercado. Entre eles estão estudos, rodadas de negócio, treinamentos, além de ferramentas como o PDI Pet que analisa as companhias de acordo com o grau de maturidade e aponta quais os próximos passos para crescer e se destacar em seus segmentos.

As empresas podem participar também do já mencionado Projeto Setorial Pet Brasil, que abre as portas do comércio exterior para os participantes.

Por último, deixamos o convite para que nos sigam nas redes sociais!

instagram.com/institutopetbrasil/

www.facebook.com/InstitutoPetBrasil/

www.linkedin.com/company/institutopetbrasil

Manifestação CRUELDADE NUNCA MAIS.

Manifestação CRUELDADE NUNCA MAIS.

DATA DA MANIFESTAÇÃO: 22 DE JANEIRO DE 2012 (DOMINGO) – HORÁRIO: 10h00

Todos juntos sairemos na luta pelo respeito aos animais. A manifestação acontecerá simultaneamente em várias cidades do Brasil. 
CLIQUE AQUI para ver todas as cidades e locais confirmados.

REIVINDICAÇÃO:
PENALIZAÇÃO CORRETA E EFETIVA PARA QUEM COMETE CRUELDADES E MAUS TRATOS AOS ANIMAIS!

OS ANIMAIS PEDEM JUSTIÇA!
A lei atual é branda e não pune devidamente quem comete crimes contra animais.
Esta manifestação é o início de uma série de ações para uma penalização correta contra a crueldade aos animais.
A petição oficial do movimento (abaixo assinado) tem por objetivo coletar 1 milhão e meio de assinaturas em todo país, e já está sendo elaborada.
Para assiná-la, cadastre seu e-mail no site www.crueldadenuncamais.com.br e aguarde nosso contato.
SUA PARTICIPAÇÃO É FUNDAMENTAL!
JUNTE-SE A NÓS E LUTE POR ELES!

NORMAS:
– A manifestação CRUELDADE NUNCA MAIS é um movimento PACÍFICO e respeitador das leis, idealizado e organizado pelos protetores de animais do Brasil, o qual será o início de uma série de ações que visam a penalização correta para crimes de maus tratos aos animais.
– Os animais não deverão ser levados à manifestação.
– Cada cidade organizará o formato da manifestação de acordo com as normas e condições locais.
– Os manifestantes deverão levar sacolinhas para a coleta do lixo.
– Os manifestantes poderão levar cartazes e faixas com as seguintes frases:

OS ANIMAIS PEDEM JUSTIÇA!
CRUELDADES CONTRA ANIMAIS: LEIS MAIS RÍGIDAS E CADEIA!
OS ANIMAIS NÃO VOTAM, MAS NÓS SIM!
CRIMES CONTRA ANIMAIS DEVEM SER PUNIDOS COM RIGOR!
CHEGA DE IMPUNIDADE PARA CRIMES CONTRA ANIMAIS!
BRASIL, MOSTRA A TUA CARA LIMPA DE CRUELDADE!

– As faixas deverão ter no máximo 2m de largura.
– Frases ofensivas e que incitam a violência não serão permitidas.

ATITUDE NOBRE

Quando você se deparar com um animalzinho magro de olhar triste e rabo entre as pernas, pode acreditar, ele está perdido ou foi abandonado. Olhar para ele e sentir dó, pensar: coitadinho, tão magrinho … que dó … não vai mudar a situação dele … antes de ter um sentimento nobre por ele, tenha uma atitude nobre, dê água, comida, abrigo e carinho. Depois tire uma foto e enviei para clínicas e pet’s da sua cidade. Isso sim vai ajudá-lo a encontrar seus donos ou um novo lar.

Clube dos vira latas! Mais um resgate!

Clube dos vira latas! Mais um resgate!

*Observação do Clube dos Vira-Latas: resgatamos a Lili hoje em um terminal de ônibus, desnutrida, desidratada e no limite da vida. Ela se recusa a comer, mas vamos fazer de tudo para salvá-la. Ela está sendo alimentada por uma sonda e hidratada com soro. Em breve, daremos notícias.

Meu amado dono,

Eu estou quase morrendo hoje. Ainda tento entender o porquê você me abandonou. Quando você entrou no carro e me deixou na rua, eu tentei correr atrás achando que era apenas uma brincadeira. Corri até cansar e quando cansei, poderia jurar que logo você voltaria e iríamos felizes para casa. Fiquei esperando no mesmo lugar por dias.
Mas o tempo passou e você não apareceu. Senti fome, senti frio, senti sede e sobretudo, senti medo. Viver nas ruas é aterrorizante. Encontrei um cantinho aqui, neste gelado terminal de ônibus e passei as últimas semanas esperando por você. Dormi no frio, na chuva e tive muitos sonhos. Nos meus sonhos, eu ainda era um filhote correndo pela casa, sendo admirada, arrancando-lhe sorrisos e abraços. Nossa, como eu te amo!
Mas os dias passaram e você não voltou. Passei imaginar o porquê você me abandonou.
Talvez porque eu comi seu sapato. Me desculpe por isso, pois eu não sabia o que era. Era tão macio, gostoso de morder e estava ali, no chão, ao meu alcance. Eu só queria brincar e não tinha brinquedos.
Pode ter sido também porque eu trouxe algumas pulgas para casa. Entenda, porém, que eu não tenho culpa. Existem remédios para ajudar que isso não aconteça, mas eu sozinha, não consegui evitar. Bastava você ter me ajudado.
Será que foi porque eu latia demais? Poxa, eu só estava dizendo “ei, eu estou aqui, estou com medo, sozinha, estou viva, quero ser sua amiga, vamos brincar?”.
Não consegui, no entanto, achar a razão. Eu sempre tentei ser um bom cachorro, mas eu não consegui fazer você feliz. Pode ser também porque eu cresci e não sou mais uma filhotinha bonitinha. Acho que a culpa foi minha. Talvez, eu mereça mesmo estar aqui.
Hoje, cheguei ao limite de minhas forças. Desde que você me deixou, não comi mais. Sinto fome, mas perdi a vontade de viver. Você é minha vida, que agora fraca, se esvai de meu corpo.
Só queria dizer que amo muito você e espero que você esteja bem.
Me desculpe por tê-lo decepcionado,
Lili

 

Open chat
Fale Conosco pelo Whatsapp
Olá, precisa de ajuda? Fale Conosco pelo Whatsapp