fbpx
+55(19)3493-9220 | (19)3493-5576 | (19)3493-4429 | WhatsApp: (19)99548-0301| (19)99800-7902 contato@petmed.com.br

Luciana Gomes Bragion & Maradona!

Essa é a minha história e a sua qual é ? Participe!!!!
Eu costumava fazer caminhada, e acabei conhecendo um cachorro que vivia nas redondezas do clube de campo da minha cidade, ele era conhecido como Maradona, mas ninguém sabia ao certo se ele tinha um dono. Ao passar dos dias o Maradona se tornou meu companheiro de caminhadas e fizemos uma amizade muito legal. Após um período de chuva, no qual eu não fui caminhar algo aconteceu com o Maradona e um dia normal que voltei a caminhar, estacionei meu carro como de costume e de repente ele apareceu, estava arrastando a cabeça contra o chão e percebi um ferimento bem sério na sua orelha, assim que abri a porta do carro o Maradona entrou dentro do carro me pedindo ajuda, era como se ele falasse com o olhar. Oi, lembra de mim? Você me conhece, somos amigos. Me ajuda! Por favor!

 

O sofrimento dele era visível e aquele olhar jamais vou esquecer . Ele cheirava muito mal, havia muitos bichos, sangue e pus na sua orelha que já havia sido comida pelos bichos e já estava afetando o seu ouvido. Era um domingo, corri com ele para uma clinica veterinária, foi feito uma cirurgia e foi preciso amputar mais da metade da orelhinha dele. Levei-o para casa demos banho e passamos a cuidar dele no pós operatório. Foram dois meses de curativos, medicamentos, retornos ao veterinário e esse bichinho foi um doce apesar do seu sofrimento, mas devido a estar debilitado e nunca ser vacinado ele ficou doente, aí começou outra maratona, fizemos exames clínicos e de sangue e foi constatado que ele estava com a doença do carrapato, novamente medicamentos e cuidados, mas ele só piorava, chegou a ficar sem comer por 5 dias tomando soro diariamente, então, os veterinários fizeram mais exames ainda mais complexos e detectaram que ele havia adquirido sinomose. A situação era muito complicada ele estava praticamente rendido não se levantava, não comia, não tomava os remédios ele estava morrendo a cada dia. Mas eu não podia deixar aquele cão tão feliz que correia ao meu lado como se estivesse me escolhido para ser sua amiga. Fizemos a internação dele e após 4 dias ele começou a reagir, e então tudo começou a melhorar. Foram mais 2 meses de tratamento e ele se recuperou 100%. Hoje ele mora comigo, cuida de mim e eu cuido dele. Meu filho, Maradona, obrigada por entrar na minha vida!!!!

Open chat
Fale Conosco pelo Whatsapp
Olá, precisa de ajuda? Fale Conosco pelo Whatsapp